sábado, 23 de fevereiro de 2013

Inefáveis Leitores :)

Desde já peço desculpas por minha ausência deste cantinho tão amado por nós. Estou passando por um momento difícil da vida adulta, que é conciliar o trabalho e a faculdade, mas além destes dois "brinquedinhos", há o bendito estágio obrigatório do curso, ou seja, quando não estou trabalhando estou no estágio e todas as minhas noites são dedicadas à Universidade. Mas, como Deus é bom este período se encerram em abril e assim que estiver com mais tempo estarei aqui postando novamente.
Desde já, saudadeees mil! E claro, muito, mas muito obrigada pelas visitas de sempre e pelo carinho que vocês tem por este lugar que é tão especial para mim.

beeeijô da Nay ;*

O Tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. 
Quando se vê, já são seis horas! 
Quando de vê, já é sexta-feira! 
Quando se vê, já é natal... 
Quando se vê, já terminou o ano... 
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. 
Quando se vê passaram 50 anos! 
Agora é tarde demais para ser reprovado... 
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

''Eu amo tanto que ás vezes penso que tenho dois corações...'' 

Só uma vez em sua vida, eu realmente acredito, você encontra alguém que pode virar seu mundo de cabeça pra baixo. Você diz a essa pessoa coisas que nunca compartilhou com outra alma, ela absorve tudo que você diz e quer até ouvir mais. Você divide suas esperanças para o futuro, sonhos que jamais se realizarão, objetivos que nunca foram alcançados e as tantas decepções que a vida te deu. Quando algo maravilhoso acontece, você mal pode esperar para contar a essa pessoa, sabendo que ela vai dividir essa empolgação com você. Essa pessoa não tem vergonha de chorar com você quando você está triste ou rir com você quando você age como um bobo. Ela nunca fere seus sentimentos ou faz você se sentir como se não fosse bom o bastante, mas sim te torna mais forte e te mostra as coisas em você que te fazem especial e belo. Com ela, não existe pressão, ciúmes ou competição, somente paz e tranquilidade quando ela está por perto. Você pode ser você mesmo e não se preocupar com o que ela pensará de você porque ela te ama pelo que você é. As coisas que parecem insignificantes para a maioria das pessoas, como uma nota, uma canção ou uma caminhada se tornam tesouros inestimáveis guardados em segurança em seu coração para serem acalentados para sempre. Memórias de sua infância retornam e são tão claras e vívidas, como se você voltasse a ser jovem de novo. As cores parecem mais vivas e mais brilhantes. Sorrir se torna parte da vida diária onde antes era raro ou até mesmo não existia. Uma ou duas ligações durante o dia te ajudam a enfrentar a longa jornada de trabalho e sempre trazem um sorriso à sua face. Na presença dessa pessoa, não há necessidade de uma conversa contínua, mas você se descobre muito feliz por apenas tê-la ali por perto. Coisas que nunca te interessaram antes tornam-se fascinantes, pois você sabe que elas são importantes para esta pessoa que é especial para você. Você pensa nesta pessoa em todas as ocasiões e em em tudo o que você faz. Coisas simples as trazem à mente, como um céu azul-claro, uma brisa ou até uma nuvem de tempestade no horizonte. Você abre o seu coração sabendo que há uma chance de ele ser partido um dia e, ao abrir o seu coração, você vivencia um amor e alegria que jamais sonhou serem possíveis. Você descobre que ser vulnerável é a única maneira de permitir o seu coração a sentir o verdadeiro prazer que é tão real, que te assusta. Você encontra forças em saber que tem um verdadeiro amigo e possivelmente uma alma gêmea que permanecerá leal até o fim. A vida parece completamente diferente, empolgante e passa a valer a pena. Sua única esperança e segurança está em saber que essa pessoa é uma parte da sua vida.

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
e eu, para sempre, te leve…

domingo, 17 de fevereiro de 2013


"Somos donos dos nossos atos, mas não somos donos dos nossos sentimentos. Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos. Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos. Atos são pássaros engaiolados, sentimentos são pássaros em vôo."



"Nisso o sinal fechou e eu parei atrás de um caminhão, em cujo para-choque estava escrito: "Não me siga que eu também estou perdido”. Comecei a rir da coincidência, tive vontade de descer e ir até a boleia e abraçar meu companheiro de infortúnio. Somos dois, meu irmão. Aliás, somos mais do que dois. Somos muitos. Somos todos. Não sigam ninguém, que estão todos á procura também." 



O que me mata é o cotidiano. Eu queria só exceções.



Histórias vividas de uma forma madura, deixam lembranças bonitas pelo simples fato de fecharem um ciclo inteiras.


"O amor que enlouquece e permite que se abram intercadências de luz no espírito, para que a saudade rebrilhe na escuridão da demência, é incomparavelmente mais funesto que o amor fulminante."


"Perdi-me muitas vezes pelo mar,
o ouvido cheio de flores recém-cortadas,
a língua cheia de amor e de agonia.
Muitas vezes perdi-me pelo mar,
como me perco no coração de alguns meninos (...)
Porque as rosas buscam na frente
uma dura paisagem de osso
e as mãos do homem não têm mais sentido
senão imitar as raízes sob a terra.
Como me perco no coração de alguns meninos,
perdi-me muitas vezes pelo mar.
Ignorante da água vou buscando uma morte de luz que me consuma."

Sempre há :)


sábado, 9 de fevereiro de 2013


‎"Quando não há música, canto. Quando paro de cantar, como maçãs. Os talos estão jogados pelo quarto, entre os lençóis. Apodrecem como meus sentimentos, jogados na via-láctea. Esfrego a lâmpada, mas o gênio se foi..."

in Quinto fragmento da décima terceira voz - Triângulo das águas
‎"Agora eu tô te amando quietinha, sem mandar cartas, 
sem discar o seu número, sem passar em frente a sua 
casa. Afinal do que adianta gritar prá meio mundo ouvir 
o quanto nós temos que ficar juntos se você não é capaz 
de mover um dedo pra que isso seja possível?"

Mãos dadas


Como o título desse texto já diz, há um gesto que me fascina, me encanta mais do que um beijo na boca em público, um gesto que prezo muito: mãos dadas! Quando vejo um casal novo ou velho de mãos dadas vejo o amor transparecer, vejo o respeito mútuo, o elo que é formado por um misto de sentimentos, vejo que a simplicidade é algo lindo e raro nesses dias em que a poeira da modernidade nos faz esquecer de compartilhar carinhos. Se você estende sua mão para alguém, por mais que não fale uma palavra sequer, está dizendo em seu íntimo: dê-me sua mão para que eu te leve, te guie, te proteja! Dar à mão para alguém é levar esta pessoa para conhecer o seu mundo, certo ou incerto. Parabenizo as pessoas que ainda praticam este ato tão doce, e afirmo que unindo nossas mãos aqueles que amamos estamos adoçando esta vida que muitas vezes é dura. Há atos e gestos pequenos que não devem morrer e sim, serem relembrados todos os dias.

Se você estiver ao meu lado não vou precisar de uma casa bonita, de um carro novo, de um telefone cheio de coisas que nem sei como usar, quando você está aqui só preciso do teu abraço, preciso, e muito do teu sorriso, que me acolhe a alma, gosto de sua presença, por mais que juntos não estejamos fazendo nada, "fazer nada" com você me faz bem. Preciso de você a todo instante, encontrei em seu olhar sincero um porto seguro, uma fortaleza. Me fascina viver ao seu lado, é nessas horas que posso dizer com certeza que cada segundo é eterno.
"Não diga nada. Apenas chegue. Me abrace  Deixa o teu cheiro na minha blusa. No meu corpo. Nas minhas saudades. Vem ser presença agora. Vem ser comigo. Agora." 
A dor faz isso com a gente: amadurece, enfraquece o nosso riso. Eu sei que há um sentido escondido em tudo isso, mas hoje, por amor ou cansaço, eu não quero mais.

Brilha teu sorriso, vem pra cá ♫


Nós, seres humanos devíamos descomplicar mais a vida, deixar de reclamar pelo vento ou pela falta dele, o certo é colocar seu vestido mais bonito, usar e abusar do sorriso que brota da alma, soltar o cabelo e se desprender da maldade, da tristeza, simplesmente ir ser feliz sem medidas, sem limites. Ultrapassar os próprios limites é a receita da felicidade, por que não extravasar as bondades e lindezas que temos no peito?! Sou a favor de colorir a vida como se ela fosse a Aquarela cantada pelo Toquinho. Deixe o sol entrar em seu corpo e aquecer sua alma, descongelar tudo que tem de mais bonito para que isso transborde. Ser louca ou ser santa, não sei, o que sei é que a felicidade virou rotina!

Título: Do lado de cá - Chimarruts.
"Gosta? Por favor, me goste com problemas. Me goste sem problemas. Me goste confuso. Me goste perdido. Me goste agitado. Me goste transtornado. Me goste de qualquer jeito. Se vem do coração, por mais complicado que seja, te dou a mão. E te abro os braços." 

sábado, 2 de fevereiro de 2013



Quis evitá-lo achando que era o correto a fazer, mas compreendi que estava enganada.Sou levada a você, qualquer direção que eu tome. Você é uma das poucas coisas que são certas na vida.Todos dizem que é burrice minha insistir contigo, porque você não tem mais conserto. Que é feio, tosco, gritante, cabeludo, um grande equívoco de minha parte. Mas você é apenas humano. Quem sou eu para querer corrigi-lo?
Erro meu, confesso que preciso de você, mesmo reconhecendo que isso parece ser uma falha. Mas não é fácil. Aceitá-lo como inevitável em meu destino, e fundamental em minha história, é sinal de que estou no caminho certo.

"Não foi à toa que Adélia Prado disse que 'erótica é a alma'. Enganam-se aqueles que pensam que erótico é o corpo. O corpo só é erótico pelos mundos que andam nele. A erótica não caminha segundo as direções da carne. Ela vive nos interstícios das palavras. Não existe amor que resista a um corpo vazio de fantasias. Um corpo vazio de fantasias é um instrumento mudo, do qual não sai melodia alguma. Por isso, Nietzsche disse que só existe uma pergunta a ser feita quando se pretende casar: 'continuarei a ter prazer em conversar com esta pessoa daqui a 30 anos?'."
"A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas como se fosse a primeira vez."

Quem gosta de verdade respeita, não mente. Quem gosta quer ficar perto, junto. Quem gosta não faz o outro sofrer. Quem gosta age. Já quem não gosta pode até dizer que gosta, mas não demonstra. Acredite: no fundo, por mais que tente tapar o sol com a peneira, a gente sempre sabe quem gosta da gente.

Garotos - Leoni

Seus dentes e seus sorrisos
Mastigam meu corpo e juízo
Devoram os meus sentidos
Eu já não me importo comigo
Então são mãos e braços
Beijos e abraços
Pele, barriga e seus laços
São armadilhas e eu não sei o que faço
Aqui de palhaço, seguindo os seus passos