domingo, 17 de novembro de 2013


"Eu queria. Mas já não consigo dar passos tão largos. Eu ando desesperançado com as novas canções que duram pouco e repetem sempre a mesma letra. A história da moça que se apaixonou pelo moço, mas achou que estava perturbando e resolveu ligar só mais tarde demais. Mas vamos tocar a vida do jeito que dá. Não vou tirar o pé da tábua. E ainda falo pra deus: manda mais que eu mato no peito."

Nenhum comentário:

Postar um comentário