domingo, 19 de maio de 2013

Muitos ciclos se fecham em nossas vidas quando ainda não estamos preparados para isso, então é como uma forte tapa na cara dada pelo destino, pelo tempo ou pela vida, ao certo, eu não sei. O que sei é que somos surpreendidos em meio ao caos do cotidiano, da correria do trabalho, ou da faculdade, somos surpreendidos e acabamos nos sentindo encurralados perante as mudanças dos mais próximos, perante a nossa mudança. O ser humano ainda não se acostumou com a falta, ele parece ser forte, mas é tão carente quando um animal “enjeitado” e usamos esta máscara de ferro por proteção, sem saber que ela cai no chão e quebra-se por mais que seja de ferro na hora que derramamos a primeira lágrima, na hora que pensamos “que saudade disso, que falta daquilo” ou então “onde está fulano?”. Mas, tudo bem, mas, tudo bem! Somos feitos de carne, osso e saudade. Mas, tudo bem, mas, tudo bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário