domingo, 24 de março de 2013


A gente tem que entender que não vai sorrir o tempo todo, porque o amor tem picos de egoísmos, sim, e não me digam que isso não é amor, porque é. Não existem amores que encantam o tempo todo, que te fazem pular de alegria. O amor é um monte de fogos de artifícios, você acende o fósforo da falta de paciência e pronto, ele explode e não tem nada que a gente possa fazer, nada, nadinha. A gente tenta estancar a ferida, coloca iodo, pomada contra mal olhado e faz uma baita fé que noutro dia ele volte a nos abrandar, porque além de queimar, ele, indescritivelmente, suaviza a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário