sábado, 22 de dezembro de 2012

E essa lágrima de agora, ressecada,
não passa de uma saudade acostumada
que desistiu de sentir tanta falta
e desabrochar, enfim...



Nenhum comentário:

Postar um comentário