sábado, 11 de agosto de 2012

Tattoo - Zeca Baleiro


Queria lhe ofertar canções de amor e blues
Mas ela se mostrou indigna da minha luz
Queria lhe tratar à vinho, pão-de-ló...
Agora amargo estou, sem seu carinho, igual jiló
Queria que tanto querer não fosse assim, demais
Queria que nossos amores fossem sempre iguais

Nenhum comentário:

Postar um comentário