sábado, 23 de junho de 2012

Que saudade de sentir o cheiro da madrugada invadindo meus pulmões, e além disso, sinto saudade de dar gostosas gargalhadas acompanhada daqueles que me fazem bem, sem ao menos lembrar que o amanhã existirá.



Nenhum comentário:

Postar um comentário