sábado, 24 de março de 2012


Viver é perfeitamente imperfeito e incerto, não sabemos quando começar ou encerrar um ciclo, só sabemos que fazemos parte do mesmo. E o esquecimento é uma parte da vida, parte totalmente presente, esquecemos a hora, o dia, o aniversário de alguém, o trabalho da faculdade, o dia da prova, esquecemos tudo e também esquecemos aquele amor que antes pensamos que era e que seria inesquecível, mas o tempo vem e cobre a ferida, porém, ela pode ser descoberta, mas particularmente prefiro que ela se esconda no fundinho da mala de minha lembranças, e por lá fique. Não gosto de lembrar de momentos bons que não voltam, mas como menina teimosa que sou, volto a lembrar, volto a gostar, volto a me doer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário