quarta-feira, 25 de janeiro de 2012


Outro dia parei pra pensar nessa tal espera.
Na mente o retrato,
um fato já gasto:
resquícios do que houvera.
Não se arranca uma saudade do peito,
mas depois que ela se aquieta,
se percebe quem realmente vale apena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário