sábado, 7 de janeiro de 2012


É aquela saudade boba, boa, que dói. Dessas que você sente quando vê a outra pessoa fechando a porta depois de um dia lindo juntos. É como se tivéssemos passado o dia inteiro, como se você tivesse acabado de sair por aquela porta e eu fui atrás de você, te enchendo de beijos, pedindo pra ficar mais um pouco. É dessa saudade que ando falando. Essa de te ter comigo, e ao mesmo tempo querer mais, como se não tivesse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário