segunda-feira, 31 de outubro de 2011


"Amigo é o que fica depois da ressaca. É glicose no sangue. A serenidade."

"... descobri outro dia que o Quintana,
 na verdade, é um anjo disfarçado de homem.

  Às vezes,
quando ele se descuida ao vestir o casaco,

suas asas ficam de fora.

(Ah! Como anjo seu nome não é Mário e sim Malaquias)..."


domingo, 30 de outubro de 2011

Nota de agradecimento



Hoje ganhei um presente de aniversário antecipado que me deixou muito feliz. Ganhei meu primeiro livro do grande Caio Fernando Abreu, Triângulo das Águas, este presente tão significativo foi de uma amiga virtual que como eu também é apaixonada por esse escritor, a Dayse Saraiva, então à ela só me resta dizer: OBRIGADA!


A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas?


“De tanto a minha mocinha perder no final, cheguei a conclusão que sou bandida.”


Amor é pra ser derramado mesmo, como for, do jeito que der...esqueça quem não merece, as decepções. O amor é seu e você faz dele o que quiser. Seja amorável, não se deixe envenenar, ao contrário, influencie. Transcenda ao amor romântico, procure-o numa dimensão maior. Tenha uma vida amorosa nos gestos, nos pensamentos, nas tuas mudanças. Seja grato, seja merecedor, seja melhor, aproveite a tua existência para deixar seu rastro, seu perfume espiritual e pra ser feliz.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011



Guardo pra mim as crises de identidade e a vontade de sumir. Não vou dissertar sobre minhas fragilidades e minhas inseguranças.


Eu poderia ter gritado mais alto, mas nem sempre o desespero exige a palavra ou o tom grave que agride os sonhos que dão adeus. As malas cheias de roupas e decepções. Por que nenhuma salvação a tempo? Por que nenhum gesto voluntário de desculpa? Aí se foram as canções que Chico nos cantava pela manhã, aí se foram os sons dos nossos movimentos pela casa, aí se foram as melodias que o vento criava em nossa janela, aí o bipe da campainha começou a desafinar, aí tudo que tinha sintonia e harmonia já não mais existia. E na despedida se conhece um novo som, de significado e que ecoa: as portas batendo em tom de nunca mais.


"Dor não tem nada haver com amargura. Acho que tudo que acontece é feito pra gente aprender cada vez mais, é pra ensinar a gente a viver. Desdobrável. Cada dia mais rica de humanidade." 


‎''Foi e foi e foi. Aquilo que dizem sobre o que é pra ser. Simplesmente fomos e continuamos sendo. Vejo você me olhar sabendo que, inexplicavelmente, justo eu, te aceito seja lá como for. Você, idem. Não fomos fáceis a nada e nem a ninguém, mas cá estamos!''


"Deus costuma usar a solidão,Para nos ensinar sobre a convivência. Às vezes, usa a raiva para que possamos Compreender o infinito valor da paz. Outras vezes usa o tédio, quando quer nos mostrar a importância da aventura e do abandono..."

 
"Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros, quero parar de me doar e começar a receber. Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre vírgulas, aspas, reticências. Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar. "

segunda-feira, 24 de outubro de 2011



Quase novembro, a ventania de primavera levando para longe os últimos maus espíritos do inverno...

Tanta vontade de viajar para bem longe, romper todos os laços, sem deixar endereço.


A travessia está sendo difícil. Estou perturbado, confuso e sozinho.



Ultimamente a vida tem me mostrado quem são as pessoas, quais são suas intenções e seus enormes egoísmos. Mas, tudo bem, venho andado sempre acompanhada de uma única pessoa, aquela que vejo ao me olhar no espelho,  isso mesmo, cada vez mais ando acompanhada somente por mim. E me bate uma louca vontade de acordar no meio da madrugada e ver uma luz estranha e me deparar com seres de outro planeta que vieram buscar-me para longe desse mundinho insensato. Só que isso não passa de uma boba ilusão de uma cabeça mais boba ainda.

[Título: Caio Fernando Abreu]

sábado, 22 de outubro de 2011



Depois de tantas buscas, encontros, desencontros, acho que a minha mais sincera intenção é me sentir confortável, o máximo que eu puder, estando na minha própria pele. É me sentir confortável, mesmo acessando, vez ou outra, lugares da memória que eu adoraria inacessíveis, tristezas que não cicatrizaram, padrões que eu ainda não soube transformar, embora continue me empenhando para conseguir.


Adiar o amor ainda é cumpri-lo.
Fingir que não se sente é exercê-lo.
O amor devora os sobreviventes.
Amor é não precisar de nada.
É precisar do que acontece depois do nada,
ainda que não aconteça.
O amor confunde para se chegar ao mistério.
Quando percebemos estamos amando.


Não sou sempre flor. Às vezes espinho me define tão melhor. Mas só espeto os dedos de quem acha que me tem nas mãos.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O Tal Casal - Vanessa da Mata



Gostei de ser de quem me gosta
Eu aprendi
Querendo a vida bem mais fácil
Eu resolvi
É tão melhor viver em paz
Ninguém me faz sentir assim



P.S.: Essa música me lembra um casal que amo ♥

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A minha gratidão é uma pessoa - Nando Reis



É só você lavar o rosto
E deixar que a água suja
Leve longe do seu corpo
O infeliz passado
E por isso voltou
Pra quem sempre amou
Mesmo levando a dor
E aquela mágoa
Mas segurando a sua mão
Sentiu sorrir seu coração
E amou como nunca havia amado
                         Ando meio fatigado de procuras inúteis e sedes afetivas insaciáveis. 

Me bate uma enlouquecida vontade de escrever, de sair, correr, comer, gritar, enfim,nem sei o que realmente quero fazer, me falta algo, me falta alguém. Alguém... será um alguém de tempos antigos e que quer entrar em minha vida novamente, alias, alguém que nunca saiu, mas que com as inúmeras voltas desse mundo perdeu seu primeiro lugar e hoje quer reconquistá-lo, ou será alguém novo que quer mostrar como pode fazer a diferença em minha vida confusa, e eu nesse vai-e-vem não sei se aceito isso ou se aceito aquilo, mas o que é certo aceitar? Então, aceito minha fiel escudeira, a solidão. E aqui ficamos refletindo em burradas passadas e futuras. Vamos deixando que o tempo aja da forma que mais convém à ele, e fico na espera do tempo me trazer um novo tempo, um novo rumo, um novo alguém, um novo sorriso, uma nova bebida.

domingo, 16 de outubro de 2011



Eu acredito que, na maior parte, as histórias de amor são feitas de gente que tentou ser feliz e teve os sonhos quebrados, e estas estão agora mesmo concentradas em quebrar os sonhos de outro alguém. Porque assim a coisa funciona e ninguém se flagrou. Quem sabe, eu acho, me encaixo neste terceiro grupo, o meio-termo, os perdidos no vácuo, os analfabetos sentimentais, os com a memória quase cheia de más recordações, sou daqueles cujos anos desperdiçados nunca desaparecem, os amaldiçoados que nunca ouviram um eu-te-amo de um interlocutor apaixonado.
Queria me apaixonar de novo
e mais uma vez por você
nada diferente de tudo que já tive
nem de mais ou de menos, mas exato
como nosso tempo no espaço
como os abraços que nunca se desfizeram
e os beijos não terminados
é tanto passado nesse presente
indiferente, se não fizer futuro.


O que importa é a verdade, não a metáfora. O que importa é o amor, não as promessas feitas. É tudo muito silencioso e cheio de palavras que explicam por dentro. Você jamais conseguirá concatená-las da forma como elas vêm em forma bruta, quando ainda apenas um pensamento. Mas existirá sempre um jeito de olhar ou uma delicadeza no tratamento da relação que dispensará qualquer explicação.

sábado, 15 de outubro de 2011

Infinita Highway - Engenheiros do Hawaii



Mas não precisamos saber pra onde vamos, nós só precisamos ir
Não queremos ter o que não temos, nós só queremos viver
Sem motivos nem objetivos nós estamos vivos e é tudo 

(...)
E a minha vida é tão confusa quanto a América central
Por isso não me acuse de ser irracional 

Se você deixar, eu cuido de você.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011


É fácil falar de espera
quando não é você que está do outro lado da linha
enquanto não é sua caixa de correios que lota de cartas
e não é sua casa que tem paredes de sobra

É simples não se preocupar com o tempo
quando não é o seu corpo que acumula ausências
enquanto não é sua boca que guarda beijos para depois
e não é a sua pele que se perfuma para ninguém

Seria lindo e ótimo poder observar e
aconselhar que é importante esperar, aguardar
mas agora não dá mais,
estou com vontade de morrer...
de encontro e felicidade.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011


Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-me como posso...

O Filho da Revolução


Em 13.10.1996 o Brasil perde um de seus maiores poetas, mas ele permanece vivo até hoje em forma de lembranças e principalmente em formas de seus poemas musicados, então, obrigada Renato Russo.

"Não sou perfeito
Eu não esqueço
A riqueza que nós temos
Ninguém consegue perceber
E de pensar nisso tudo, eu, homem feito
Tive medo e não consegui dormir" 

[O Teatro dos Vampiros]

Não vou me adaptar ♫

Tem gente que tem o dom de se afastar, sem saber a falta que vai fazer em nossa vida.



Título: Nando Reis
Texto: Mário Quintana

Eu gostaria...


É Caio, o amor e o café só são realmente bons quando quentes, tão quentes de nos aquecer a alma.

terça-feira, 11 de outubro de 2011


A gente alcança o amor ou o amor é quem estende a mão? Pergunto porque cansei de procurar. Agora não quero mais também.



Não passam as dores, também não passam as alegrias. Tudo o que nos fez feliz ou infeliz serve pra montar o quebra-cabeça da nossa vida, um quebra-cabeça de cem mil peças. Aquela noite que você não conseguiu parar de chorar, aquele dia que você ficou caminhando sem saber para onde ir, aquele beijo cinematográfico que você recebeu, aquela visita surpresa que ela lhe fez, o parto do seu filho, a bronca do seu pai, a demissão injusta, o acidente que lhe deixou cicatrizes, tudo isso vai, aos pouquinhos, formando quem você é. Não há nenhuma peça que não se encaixe. Todas são aproveitáveis. Como são muitas, você pode esquecer de algumas, e a isso chamamos de "passou". Não passou. Está lá dentro, meio perdida, mas quando você menos esperar, ela será necessária para você completar o jogo e se enxergar por inteiro.



E ficamos nesse de vai não volta, nessa indecisão de uma certeza, de uma negação de uma vontade. Eu te amo e você me ama, mas o nosso amor não é o suficiente para nos unir. Precisamos de algo que ainda não temos, e talvez nunca venhamos a ter. Preciso ser minha antes de ser sua, e você precisa ser seu antes de ser meu. Mas você é da menina que mora na rua atrás da sua casa, e eu sou do cara que conheci em uma balada qualquer da vida. Somos tão diferentes, mas tão completos quando estamos um ao lado do outro. Poderíamos ser tão felizes, poderíamos ser tão amor …

domingo, 9 de outubro de 2011


Mas, finalmente é domingo; Naturalmente, me vingo; Eu vou me espalhar por aí.


"Eu quero chafurdar na dor desse ferro enfiado fundo na minha garganta seca que só umedece com vodca, me passa o cigarro, não, não estou desesperada, não mais do que sempre estive, nothing special, baby, não estou louca nem bêbada, estou é lúcida pra caralho e sei claramente que não tenho nenhuma saída, ah não se preocupe, meu bem, depois que você sair tomo banho frio, leite quente com mel de eucalipto, ginseng e lexotan, depois deito, depois durmo, depois acordo e passo uma semana a banchá e arroz integral, absolutamente santa, absolutamente pura, absolutamente limpa, depois tomo outro porre, cheiro cinco gramas, bato o carro numa esquina e ligo para o CVV às quatro da madrugada e alugo a cabeça dum pana qualquer choramingando coisas do tipo preciso-tanto-de-uma-razão-para-viver-e-sei-que-essa-razão só-está-dentro-de-mim-blablablá-blablablá e me lamurio até o sol pintar atrás daqueles edifícios sinistros, mas não se preocupe, não vou tomar nenhuma medida drástica, a não ser continuar, tem coisa mais autodestrutiva do que insistir sem fé nenhuma?"

Refrão De Bolero - Engenheiros do Hawaii



Teus lábios são labirintos
Que atraem os meus instintos mais sacanas
E o teu olhar sempre distante sempre me engana
Eu entro sempre na tua dança de cigana.



P.S.: Essa música me lembra uma grande amiga!

sábado, 8 de outubro de 2011

- Cara, sabe o que sua ausência me ensinou?
- Não!
- A ver que fico muito bem sozinha e acima de tudo digo que você me ensinou a AMAR-ME!


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

"Resta, acima de tudo, essa capacidade de ternura... Essa intimidade perfeita com o silêncio... Resta esse sentimento de infância subitamente desentranhado de pequenos absurdos, essa capacidade de rir à toa. Resta essa distração, essa disponibilidade, essa vagueza de quem sabe que tudo já foi como será no vir-a-ser. Resta essa faculdade incoercível de sonhar, de transfigurar a realidade, dentro dessa incapacidade de aceitá-la tal como é, (...) e essa pequenina luz indecifrável a que às vezes os poetas dão o nome de esperança. Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto, esse eterno levantar-se depois de cada queda, essa busca de equilíbrio no fio da navalha, essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo infantil de ter pequenas coragens."









"A experiência amorosa exige sacrifício. Não se ama para ser recompensado. O amor é sua própria recompensa. (...) É a experiência humana mais exigente; não é contrato, troca de favores, investimento, é entrega e compromisso. Do ‘sacrifício’ de amar nasce a mais perfeita alegria. Ninguém faz cara feia quando se sacrifica por amor. Não se trata de anulação, subserviência de quem ama, trata-se da morte do ego, tarefa a ser feita até o último suspiro."
‎"E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz. E entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente acha que o mundo está maluco e sonha com a praia do Espelho e com sonos jamais despertados antes do meio-dia. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida.(...)
Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você está rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga. E, quando está longe de casa gosta de ouvir minha voz pra se sentir perto de você. E, quando pensa em alguém em algum momento de solidão, seja para chorar ou para ter algum pensamento mais safado, é em mim que você pensa. Eu sei de tudo."






quinta-feira, 6 de outubro de 2011

3x4 - Engenheiros do Hawaii


Diga a verdade
Ao menos uma vez na vida
Você se apaixonou
Pelos meus erros
(...)

Se eu tivesse a força
Que você pensa que eu tenho
Eu gravaria no metal da minha pele
O teu desenho


Remédio não cura depressão, o que nos salva são os sapatos novos.
No caso de tristeza, uma caixinha resolve. No desespero, recomendam-se dois pares para serem usados em sequência. Se possível, no mesmo dia, de tarde e de noite.

"Vontade de me apaixonar, de ser vencida por um olhar,
de ser roubada por uma mão que me pega na cintura,
de ver alguém me descobrindo com ar de surpresa,
de perder o raciocínio para o pensamento em alguém,
de não enxergar distância entre os dois lados da cidade,
de me arrumar por algum motivo a mais que o trabalho,
de ter disposição para encontrar músicas novas,
de ler uma poesia e saber que seria possível vivê-la,
de encontrar alguma graça em passar pelo domingo,
vontade de ser encontrada em uma multidão de vazios,
vontade de que fosse agora e para sempre.
Preciso te achar desesperadamente
e é tão pouco e quase próximo...
o que nos separa são os encontros."

terça-feira, 4 de outubro de 2011




Quando estou só, tenho certeza de que sou maior do que eu mesma e isto me
apavora. Ninguém deve conhecer a sua própria dimensão.


E essa imensa capacidade de crer no inacreditável, manda as esperanças pro espaço em uma viagem sem volta. Ouvimos promessas e mais promessas e o idiota do coração sempre cai nelas, e passamos a usá-las como alimento da alma sem lembrar de lágrimas derramadas, de noites sem dormir, ligações que nunca deviam ter sido feitas, nós na garganta, falta de fome, enfim, esquecemos dos efeitos colaterais das promessas.
Um dia percebemos que o autor das inúmeras promessas está se esquivando de nosso olhar, já não há mais ligações, mensagens ou visitas e a falta, a ânsia nos consome, a falta do alimento da alma nos deixa capengar. Mas, é como citou o grande Caio Fernando Abreu: "um band-aid no coração, um sorriso nos lábios."
Então, mesmo com o coração em frangalhos, sorria e vá à luta, pois o mundo nunca irá parar para curar seu sofrimento.