quinta-feira, 15 de dezembro de 2011




Não me arrependo de nada. Mas vezenquando passa pela cabeça um
“ah, podia ter sido diferente...”

Nenhum comentário:

Postar um comentário