domingo, 11 de dezembro de 2011



E eu não tenho ninguém pra ligar na madrugada, dizer: tá doendo pra caralho, vem me ver. Ninguém pra atravessar a cidade por mim. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário