sábado, 22 de outubro de 2011



Não sou sempre flor. Às vezes espinho me define tão melhor. Mas só espeto os dedos de quem acha que me tem nas mãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário