segunda-feira, 15 de agosto de 2011







“Pode ser uma questão de costume, mas acredito que somos tal camelo e dromedário. Certo, temos nossas diferenças, porém ao toparmos em alguma esquina no meio do deserto, a gente meio que se reconhece, entende?”




Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar

[Cássia Eller]

Nenhum comentário:

Postar um comentário