segunda-feira, 18 de julho de 2011

N - Nando Reis

E agora o que eu vou fazer, se seus lábios ainda estão molhando os lábios meus? 
E as lágrimas não secaram com o sol que fez?
E agora, como posso te esquecer, se teu cheiro ainda está no travesseiro?!

Um comentário: