sábado, 9 de julho de 2011

"...foi um beijo onde não importava a boca
 tuas mãos quentes me apertando pelas costas
nada estava acontecendo na minha frente
e a ansiedade que havia não era pouca
teus dedos perguntavam pra minha blusa
se meu corpo acolheria um delinqüente
descoladas as línguas um instante
minha resposta saiu um tanto rouca..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário