domingo, 26 de junho de 2011


A noite corre normal sem a gente, e parece até mais leve, parece um apaziguamento, um reinício de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário